• Elton Tony Pondé

Quem foi Emílio Ribas? #Histórias Da Saúde




Emílio Marcondes Ribas foi uma pessoa importante para a saúde pública no nosso país. Esteve na linha de frente no combate às epidemias como a Febre Amarela e a peste bubônica. Emílio, junto a outros grandes nomes como Adolfo Lutz, se submeteu a picada de mosquitos infectados como forma de provar e defender sua tese sobre a transmissão da Febre Amarela, no ano de 1903. Sua dedicação a ciência e aos estudos, transformou a vida de muitas pessoas. Hoje, São Paulo tem uma das mais antigas instituições públicas do Brasil em atividade até os tempos atuais, que leva o nome do médico. O Instituto de Infectologia Emílio Ribas, era conhecido como Hospital de Isolamento na época do sanitarista, onde tratavam-se as epidemias mais temidas pela população. Emílio Ribas morreu em 1925 e teve participação fundamental na estruturação do sistema de saúde pública brasileiro


Confira alguns dados:


· Médico e precursor do sanitarismo no Brasil, foi diretor do Serviço Sanitário do Estado de São Paulo em 1898.

· Combateu a Febre Amarela na cidade de Campinas, no interior do estado e foi crucial na luta contra diversas outras epidemias.

· Defendeu e comprovou a tese de transmissão da doença pela picada do mosquito “aedes aegypti”.

· Criou o Instituto Butantan em 1899, com o objetivo inicial de produzir soro antipestoso, utilizado no combate à peste bubônica.

· Além da Febre Amarela, dedicou-se ao estudo da tuberculose e da hanseníase, entre outras enfermidades.

1 visualização0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
  • Branca Ícone Instagram
  • Branco Facebook Ícone
  • Branco Twitter Ícone
  • Branca ícone do YouTube